terça-feira, 17 de março de 2015

E as Reaper Bones?

Alguns de vocês devem estar se perguntando se afinal eu já recebi ou não as miniaturas do segundo Kickstarter da linha Reaper Bones.

Bem, a boa notícia é que elas já estão aqui comigo! Mesmo tendo alguns maus momentos com os Correios, já consegui por as mãos nas minhas miniaturas.

A má notícia é que ainda não vou postar fotos das miniaturas aqui para vocês verem. Muitas das miniaturas são feitas em múltiplas partes e vêm desmontadas, e antes de tirar as fotos eu quero montá-las para que vocês possam ver como as miniaturas realmente são.

Então aguardem mais um pouco!

James Ward Sobre o Deities & Demigods

O lendário James Ward, jogador original do arquimago Drawmij, autor do Metamorphosis Alpha (a saber, considerado o primeiro RPG de ficção científica publicado), designer do cardgame Spellfire, co-autor do Gamma World (este considerado o primeiro RPG de tema pós-apocalíptico), e co-autor do suplemento Deities & Demigods para o AD&D 1ºed, dentre tantas outras coisas, fez uma interessante declaração em sua conta no Facebook no dia 20 de Fevereiro de 2014. 

Nesta declaração, copiada abaixo, ele fala sobre uma velha polêmica envolvedo exatamente o Deities & Demigods:

"Let me set the record straight on this again. I wrote the book Deities & Demigods with some slight help from others. In doing this work I included myths from H.P. Lovecraft's works and Elric of M. Moorcock works. Gary Gygax gave me M. Moorcock's address and I wrote him for permission and got it because I said it would renew peoples interests in his books. I wrote to Arkham House which was in my state of Wisconsin and also got the rights to Lovecraft's material. Going forward both groups sold their rights to Chaosium in California. Lawyers from Chaosium then sent a cease and desist letter to TSR. TSR had the permissions I gave them, but they had no money for lawyers at that time. So Brian Blume decided to take out those two sections. I went crazy. I had done my homework, I had gotten ironclad permission, and TSR wasn't going to fight it. I offered to replace the two sections with new ones and was told no. There was no copyright infringement. That was 30+ years ago. Every five years or so some idiot brings up the fact that TSR was in infringement on this book. Let me tell the people of the world who bring this up that they don't have their facts straight and it irritates the hell out of me." 

Traduzindo para o português: 

"Deixe-me esclarecer as coisas sobre este assunto novamente. Eu escrevi o livro Deities & Demigods com uma pequena ajuda de outras pessoas. Ao fazer este trabalho eu incluí mitos dos trabalhos de H.P. Lovecraft e dos livros sobre Elric de M. Moorcock. Gary Gygax me deu o endereço de M. Moorcock e eu escrevi a ele pedindo permissão e a consegui porque eu disse que isto renovaria o interesse das pessoas em seus livros. Eu escrevi para a Arkham House que ficava no meu estado de Wisconsin e também consegui os direitos sobre o material de Lovecraft. Um tempo depois, ambos os grupos venderam seus direitos para a Chaosium naCalifornia. Advogados da Chaosium então enviaram uma carta de cease and desist (N.d.T.: uma notificação de violação de propriedade intelectual) para a TSR. A TSR possuia as permissões que eu entreguei a ela, mas não tinha dinheiro para pagar advogados naquela época. Então Brian Blume decidiu por retirar aquelas duas sessões. Eu fiquei maluco. Eu havia feito minha lição de casa, eu tinha conseguido permissões sólidas, e a TSR não quis lutar por isso. Eu ofereci substituir aquelas duas sessões por novas sessões mas recebi um não. Não havia violação de copyright. Isto foi a 30+ anos atrás. A cada cinco anos mais ou menos algum idiota traz à tona o fato de que a TSR cometeu violação de direitos naquele livro. Deixe-me dizer às pessoas do mundo que ficam trazendo essa história à tona que seus fatos não estão corretos e que isso me irrita pra diabo." 

Ou seja, de acordo com a versão de Jim Ward (que, acredito eu, não deve mais ter lá muita razão para mentir sobre isso), a velha história de que a TSR foi obrigada a retirar as famosas sessões de Cthulhu e Elric do Deities & Demigods devido a terem violado os direitos de copyright da Chaosium não passa de uma lenda, ou melhor, de uma versão parcial da verdade. 

É bastante interessante  saber que a TSR de fato possuia os direitos para publicar estas sessões no livro, mas o que lhe faltava era condições de travar uma possível batalha judicial contra outra editora (sim, possível, porque uma carta de cease and desist não é uma ordem judicial, mas sim apenas um comunicado vindo de um advogado - ou seja, nunca houve uma decisão judicial sobre o fato).

segunda-feira, 16 de março de 2015

O Ídolo da Semana

O ídolo desta semana é um daqueles casos em que não podemos afirmar com certeza de que se trata mesmo de uma homenagem ao ídolo de Trampier, ou se é apenas uma coincidência. De qualquer modo, vale à pena falar dele:

Clay Statue Clay Statue, por Jesper Myrfors.

A ilustração original da carta de Magic: The Gathering Ídolo de Barro (ou Clay Statue, no original), de autoria de Jesper Myrfors, mostra um ídolo de formas bastante simples, nada demoníacas.

No entanto, o ídolo de barro se encontra na exata posição que o demon idol de Trampier, inclusive segurando a mesma “tigela” incandescente nas mãos – ainda que a do ídolo de barro tenha uma luminescência mais mística, não provinda de fogo.

Tratando-se de uma carta de Magic: The Gathering, jogo que tem uma certa relação com o mundo dos RPGs, é bem possível que essas semelhanças não sejam mera coincidência. Ou pode ser que ambos os ilustradores apenas tenham bebido nas mesmas fontes. Quem sabe?

quinta-feira, 12 de março de 2015

Primeira Resenha do Guia de Armadilhas – Pelo Tio Nitro!

E eis que surge a primeira resenha do Guia de Armadilhas Old Dragon de que eu tenho notícia até então (tirando as avaliações na própria loja online da Redbox, claro)!

E feita por ninguém menos que o famoso Tio Nitro, em mais um de seus NitroVídeos. Se você ainda não assistiu ao vídeo, vá lá e assista! O vídeo não se aprofunda demais nas minúcias do livro, mas é uma resenha positiva, o que me deixa muito contente, e dá uma boa ideia do que se vai encontrar no livro.

E se vocês souberem de mais alguma resenha do Guia de Armadilhas rolando aí pela internet, postem o link nos comentários. Tenho muito interesse em saber o feedback da comunidade rpgista a respeito do livro.

quarta-feira, 11 de março de 2015

Elemental Evil Player's Companion

PotA_Players_TH A Wizards of the Coast disponibilizou a alguns dias um novo PDF gratuito para o D&D 5ªed;  trata-se do Elemental Evil Player's Companion.

Este livro é um suplemento que traz algumas opções extras para os jogadores usarem na campanha Elemental Evil -  Princes of the Apocalypse, a segunda a ser publicada para o novo sistema.

O PDF gratuito possui 25 páginas e é dividido em duas sessões. A primeira traz uma série de novas raças de personagem para os jogadores utilizarem. Mas “novas” apenas no que diz respeito as regras da nova edição, todas as raças são velhas conhecidas dos jogadores de D&D: aarakocra, gnomo das profundezas, genasi e goliath.

A segunda sessão traz todo um novo repertório de magias com temática elemental, um material que soma em muito ao material já existente no Player’s Handbook. E aqui, novamente, grande parte das magias não são verdadeiramente novas, tratam-se de versões do novo sistema para magias que já apareceram em edições antigas do D&D. Na verdade até me surpreendi em encontrar nesse PDF algumas magias que eu acho muito legais que foram publicadas originalmente no Tome of Magic do AD&D.

Além do site da WotC, o PDF gratuito do Elemental Evil Player's Companion também pode ser baixado através do D&D Classics.

segunda-feira, 2 de março de 2015

O Ídolo da Semana

Como não podia faltar, o ídolo desta semana:

Dagger_for_Kids_(Free_Version)_Supplemental_Rules_for_Classic_Role-playing_with_KidsjpgEle está discreto, mas está ali: encabeçando o arco da porta, atrás do dragão! 

Essa imagem é a capa da versão PDF gratuita do PDF jogo Dagger for Kids, escrito por Jimm Johnson e John Adams, e publicado pela editora Brave Halfling Publishing.

Novidades no Kickstarter do The Monster Alphabet

O financiamento coletivo do The Monster Alphabet deu uma boa melhorada hoje. Após uma breve consulta aos financiadores do projeto, a Goodman Games decidiu alterar alguns stretch goals.

Eles adiaram todas as metas adicionais que tratavam de versões de luxo do livro, e puxaram para a frente todas as metas que trazem conteúdo adicional para o livro. Além disso, diminuiram o intervalo de valor para alcançar os próximos 6 stretch goals pela metade, para apenas US$ 2.000,00 entre cada um.

Assim, se o financiamento alcançar um total de US$ 32.000,00 todas as letras adicionais serão inclusas como um PDF grátis junto com o livro. Se alcançar US$ 35.000,00 todas as letras adicionais serão impressas junto com o livro físico!

Além disso, se o financiamento atingir US$ 28.000,00 a letra extra especial “W is for Weird”, escrita por James Raggi, o autor do Lamentations of the Flame Princess, já será inclusa no material em PDF, antes mesmo das outras 6 letras adicionais serem todas alcançadas!

São boas novas que fazem o financiamento do material ficar ainda mais atrativo. Ainda faltam 8 dias para o fim da campanha de financiamento, e ela está próxima dos US$ 22.000,00 e assim de alcançar a segunda letra adicional.

Vamos torcer para que o máximo de gente participe e que o financiamento atinja todas as letras extras, se possível. Quanto mais material no livro, melhor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...